A 8ª confissão

O oitavo livro de James Patterson da série do Clube das Mulheres Contra o Crime.


Um grupo de amigas, uma jornalista, uma medica legista, uma promotora e uma detetive se vê diante de três crimes e trabalham juntas para soluciona-los. Essa é a premissa da série de James Patterson para a série do Clube das Mulheres Contra o Crime . Os livros funcionam como capítulos de uma série televisiva, os crimes e os conflitos são iniciados e resolvidos o que facilita a vida de leitores, como eu, que começaram a acompanhar essa saga pelo meio.

Nesse oitavo livro temos a explosão de um ônibus, o assassinato brutal de um morador de rua e a morte em sequencia de famílias da alta classe de São Francisco. Fica claro que a amizade entre as protagonistas foi forjada em casos anteriores e a todo o instante existem pequenos fragmentos dos livros anteriores, dá um vontadezinha de sair e comprar os outros sete livros para compreender melhor essas mulheres. Mesmo não sabendo nada sobre as historias a minha leitura não foi prejudicada, ponto para o livro.

Não querendo dar spolier das investigações, o caso do morador de rua é responsável pelo nome do livro e por uma reviravolta na historia. O problema é que o impacto da reviravolta é mal explorado e acaba perdendo a força.

O melhor dos três casos é, de longe, os assassinatos em serie de figuras de alta classe. O caso tem todos os elementos que fazem um bom suspense: são pessoas proeminentes, ninguém consegue descobrir como as vitimas morreram e as mortes se acumulam. O problema dele é ser intercalado com os outros dois casos, o do ônibus é completamente insignificante e o do morador de rua começa bem mas desanda no meio do caminho. A história é boa, a arma é realmente surpreendente e daria um ótimo livro sozinho.

Adoro livros policiais e sagas, sou uma leitora dedicada a série Rizzoli & Isle (Vanish e The Sinner) , e não me incomodo em entrar no meio de uma historia maior, basta que os casos sejam bons e bem desenvolvidos. O meu maior problema com o livro é essa falta de foco, ter três casos em um livro tão curto faz com que nenhum dos casos seja explorado com profundidade. No todo é um livro com muito potencial mas que faltam algumas paginas para ser um bom policial.

Compre aqui:

Submarino01 Saraiva Travessa Americanas Livraria Cultura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *