A Duquesa Feia

Clichê é algo complexo na literatura, porque significa que já vimos antes, que já foi feito então não é original. Mas, ao mesmo tempo, clichês também trazem um sentimento de identificação com o leitor e – se não estereotipados – funcionam muito bem dependendo do gênero literário em questão. Digo tudo isso porque o romance de época é um gênero que nada de braçada em clichês. A gente começa o livro já sabendo que o casal principal vai ficar junto no final, mas queremos saber como isso vai acontecer. O livro em questão traz um clichê que eu VE-NE-RO, mas resolve a questão de forma nada convencional.

“A Duquesa Feia” (Editora Arqueiro – tradução de Lúcia Brito) é o terceiro título da série inspirada em contos de fadas da Eloisa James (confira as resenhas dos dois primeiros no final desta). Como o título implica, o livro faz alusão ao conto infantil “O patinho feio”, que mostra o bullying sofrido pelo patinho e como tudo muda quando ele cresce e se transforma em um cisne. O mesmo ocorre com a nossa protagonista, Theodora (que gosta de ser chamada de Theo, embora James – o par romântico – a chame de Daisy). Theo é alta, esguia e tem feições mais marcantes do que a o padrão de beleza da época regencial considerava belo. Sentimos a sua dor, Theo, porque esse tal de “padrão de beleza” irrita a mulherada até o século XXI! #TamoJuntoTheo

O pai de Theo morreu quando ela era bem jovem e o pai de James a acolheu como se fosse sua filha. James e Theo foram criados juntos e a amizade e cumplicidade entre eles floresceu. Mas aos 17 anos, Theo precisa se casar (eu sei! Período Regencial sucks!), mas como é muito rica, mas não é considerada bonita, a jovem só consegue pretendentes interesseiros. Theo tem um senso de humor sarcástico, é muito inteligente e tem suas opiniões sobre tudo, e como tudo isso assusta e desafia o sexo masculino (ouso dizer que isso também acontece até hoje!), Theo forma um plano: pede para James fingir cortejá-la para despertar o interesse de outros homens. Ah, sim, esqueci de dizer que James é MUITO lindo e considerado o melhor partido em seus 20 anos, mas que a última coisa que gostaria é de se casar. Logo, o interesse de um solteiro cobiçado chama atenção. O problema é que embora James não queira casar seu pai o está forçando a isso e quer que ele se case com Theo por uma única razão: ele gastou o dote de Theo em jogo! TRETA! Só que James não quer enganar a melhor amiga, mas acaba cedendo não somente para salvar a herança dele e dela, mas também porque a ama.

Isso tudo acontece bem no início do livro, mas e as 200 páginas seguintes? Pois é, aí entra o clichê que eu tanto amo: o amantes-que-se-separam-por-razão-de-um-mal-entendido-mesmo-se-amando-muito-e-ai-meu-Deus-quanto-Angst!.

Seguido desse clichê maravilhoso vem a parte nada convencional: sete anos se passam até eles se reencontrarem. SETE ANOS! E no meio disso tudo temos pirataria, tatuagens e muito mais que eu não quero dizer para não soltar spoilers.

Ah, e se você acha que o reencontro é tranquilo, achou errado, otário! Tem muita cena de apertar o coração e arrancar suspiros no meio do caminho. Claro que o final é feliz, mas não sem antes angustiar os personagens e os leitores!

Eu adoro a história do patinho feio porque sempre me identifiquei com o fato de ser diferente e tive que aprender a abraçar e amar a diferença no lugar de rejeitá-la (é um processo contínuo!). Então ver uma protagonista que não é perfeita, mas que teve que aprender a se colocar no meio disso tudo com classe, elegância e sem perder a atitude foi muito bom. Theo é daquelas personagens que a gente quer conhecer e se tornar melhor amiga!

“A Duquesa Feia” é mais um título que adorei ler de Eloisa James, mas o primeiro livro da série – “Quando a Bela Domou a Fera” – ainda é meu preferido. “Um beijo à meia-noite” é o segundo título da série e, assim como os demais, traz mulheres com atitude e iniciativa. A personagem que seria a “fada madrinha” é sensacional!

Se você leu outros livros de Eloisa James além dessa série, deixa a sua dica de leitura nos comentários porque eu quero ler mais!

Compre Aqui:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: