Coluna

Água morna

sexta literaria header 2

Quando você espera por uma grande narrativa e ela desaponta.

Como abordo temas e leio todos os livros que comento no Clube do Livro, nem sempre leio o que quero ler. Tenho que priorizar as leituras que serão abordadas em cada edição do evento e, quando sobra tempo, consigo ler o que quero. Escolho a “leitura da vez” com base no que saiu (para fugir de spoilers) ou no que estou “a fim de” ler no momento. Claro que tem uma TORRE de livros para eu ler ainda, mas sempre tem uma seleção mais queridinha que vai furar a fila (não julga porque sei que você é assim também!). Mas e quando a leitura “queridinha” da vez te decepciona?

Pois é. Aconteceu comigo não faz muito tempo. Escolhi o livro porque tinha lido a sinopse e sabia que seria perfeito pra mim. Tinha tudo que eu gosto em uma única história e nada de série literária: era volume único! Perfeito para o meu cronograma louco de leitura! Aí comprei o livro, levei pra casa e comecei a ler.

Primeiras páginas meio lentas, mas tudo bem. Às vezes é necessário para estabelecer o clima, os personagens, os conflitos.

Alguns capítulos passam e minha atenção estava presa. Ai que delícia de leitura, com conflitos amorosos, personagens envolventes!

Avancei um pouco mais e deu aquela barriga de novo. Mas tudo bem, acontece.

Mais páginas para frente e …. tudo que estava esperando acontecer não aconteceu e isso não foi tão legal. Não foi algo que me surpreendeu, mas que me deixou meio “ah, é isso?”. Mas o autor conseguiu dar uma reviravolta diferente e topei o desafio e avancei a leitura.

E no final …. nhé nhé sabe? Nada de mais ou de menos.

Ao finalizar a leitura, a sensação foi completamente contrária à minha expectativa quando busquei o livro nas prateleiras. Embora a narrativa seja bem escrita, a linguagem muito bem utilizada e tudo seja coerente, faltou tempero. Não sei. Não foi café nem chá, foi água morna só, sabe? Estava tão empolgada com a história e fiquei meio triste ao perceber que ela não me envolveu como gostaria. Claro que nem todo livro vai despertar a fangirl dentro de mim, mas esse foi quase que distante. Foi como se os personagens estivessem atuando uma história e não vivendo cada cena. Difícil explicar.

O que me deixa feliz é que sei que muita gente gostou do livro. Ao mesmo tempo que não quero ser “a chata” ou “a louca” por me sentir assim, me alivia saber que o livro ressoou diferente para outros leitores, que foi uma leitura prazerosa para muitos. Isso é ótimo!

Vocês já passaram por isso? Não precisa citar os livros, mas conta um pouquinho nos comentários como foi essa experiência.

Similar Posts

2 thoughts on “Água morna
  1. Nossa, eu sei exatamente do que você tá falando. Acho que o segredo é a gente tentar não criar tantas expectativas sobre os livros, mas eu sei que é mais fácil falar isso do que fazer ¯_(ツ)_/¯
    Já me decepcionei com livros dos meus autores favoritos, recomendações de amigos em cujo gosto literário eu confio muito, recomendações de booktubers que sigo, etc. É inevitável né?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *