Caderno de Poesias

caderno de poesiasNão sou uma grande leitora de poesia, muito pelo contrario, sou dessas que quase não desfruta das belezas criadas pelos poetas. O interessante é que mesmo não sendo uma apaixonada por poesia tenho varias memorizadas, tenho versos que carrego comigo para a vida e boa parcela de culpa por isso não é um poeta e sim uma cantora. Se sei e conheço um pouco de poesia é tudo culpa de Maria Bethânia. Foi ouvindo seus discos, indo a seus shows que descobri várias poesias, que me apaixonei por Fernando Pessoa. Com isso nada mais justo do que hoje, no dia da poesia, escrever sobre “Caderno de Poesia” de Maria Bethânia.

O livro é a versão impressa de uma leitura que Maria Bethânia criou para o projeto “Sentimento do Mundo” da UFMG. É uma coletânea de trechos poéticos, de poesias e musicas. O livro vem com um DVD da leitura e eu garanto que a boa forma de apreciar o livro é colocar o DVD para tocar e ir ouvindo Bethânia dar vida às palavras e ir acompanhando cada texto. É um experiência maior do que simplesmente ler poesia.

São tantas as poesias no livro que saltam aos olhos que é difícil selecionar alguma para destacar. Fico dividida entre “Navio Negreiro” de Castro Alves, que eu acho que deve ser sempre ouvido pela primeira vez pela voz da Bethânia para se entender o poder das palavras contra a escravidão ou “Poesia” de Antonio Vieira, porque concordo como poeta e acho que “o nome dos poetas populares deveriam estar na boca do povo.

A mescla de poemas e de musicas mostra também como nossos músicos são grandes poetas. Como algumas músicas funcionam faladas e cantadas. O livro traz uma junção de Caetano Veloso, Manuel Bandeira, Fernando Pessoa, Guimarães Rosa, Chico Buarque, Paulinho da Viola, Ferreira Gullar e tantos outros. Vale ler cada verso e desafio não cantarolar em alguns momentos.

O livro tem alguns textos de Bethânia, no primeiro ela fala da importância da poesia em sua vida e um segundo, mais importante, sobre a importância da educação e uma homenagem a seu professor do colégio que a ensinou a ler poesia, a recitar poesia, fala sobre a importância de educação publica de qualidade como a que ela teve no recôncavo baiano. Essa é a esperança de todos nós, que a educação seja o mais democrático dos bens do nosso país.

“Caderno de Poesia” é uma porta de entrada para se mergulhar no universo poético da língua portuguesa, tem um pouco de tudo e faz você querer conhecer mais e mais da obra de cada um dos citados ou cantados por Bethânia. É uma experiência para os olhos, ouvidos e coração.

Compre aqui:

Submarino01 Saraiva Travessa Americanas Livraria Cultura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *