Censura americana

Uma notícia hoje publicada na Publishers Weekly demonstra que os americanos estão mais atrasados que nós brasileiros. Não que eu concorde com a discriminação, preconceito ou segregação, mas editar uma obra clássica por causa de alguns elementos presentes na época é errado. É apagar e reescrever a História.

De acordo com o artigo, a nova edição de “As aventuras de Huckleberry Finn” escrito por Mark Twain e considerado um dos clássicos importantes da literatura norte-americana não trará mais a palavra “nigger” em seu texto (traduzindo seria algo pejorativo como criolo).

O Brasil esteve frente a um problema parecido quando se discutiu a possibilidade de editar “O sítio do Pica-Pau Amarelo” – o que graças a mentes pensantes, não foi pra frente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *