Contos de fada pop

O Livro das Princesas: quatro escritoras teen reescrevem clássicos contos de fadas

Como o tema do Clube do Livro de maio abordará contos, finalmente tirei o meu exemplar de “O Livro das Princesas” (Editora Galera Record) da estante e me debrucei sobre suas páginas.

As brasileiras Patrícia Barbosa (autora da série literária “As Mais”) e Paula Pimenta (de “Fazendo Meu Filme”) revisitam Rapunzel e Cinderela, respectivamente, enquanto as americanas Meg Cabot (“A Mediadora”) e Lauren Kate (de “Fallen”) escrevem suas versões de A Bela e a Fera e A Bela Adormecida. O resultado são contos longos e fofinhos, com finais felizes, claro.

Todos sabem como todas essas histórias terminam, mas isso não diminuiu o desafio das escritoras de tornar atual contos imortais e clássicos.

A Modelo e o Monstro – A Belle de Meg Cabot é uma modelo famosa que embarca em uma viagem de navio e se encontra resgatada por Adam, um estranho misterioso que tem muitas cicatrizes. O que eu mais gostei nesse conto foi o fato de o preconceito com a imagem não partir somente do rapaz, por ter o rosto desfigurado, mas da modelo, por achar que todos a julgam pela beleza. A inversão de papéis foi muito legal. Mas o conto correu um pouquinho no final.

Princesa Pop – A Cinderela de Paula Pimenta é Cintia Dorella, apelidada de DJ Cinderela. Prestes a completar 18 anos, a menina sofreu muito com a traição do pai e a consequente separação dos pais. Mora com a tia e quer ser arqueóloga como sua mãe, que atualmente está no Japão. Mas Cintia não escapa das garras de sua madrasta e se envolve em uma verdadeira aventura durante a qual, de quebra, conhece seu “príncipe” , um cantor pop chamado Fredy Prince. Disfarces, tia que se prova praticamente uma fada madrinha, abusos de uma madrasta que merece uns tapas, esse conto foi o que mais gostei no livro. Fiquei com muito ódio da falta de noção do pai de Cintia e queria esganar a madrasta dela! Mas o que me ganhou foi a força de caráter da protagonista e como ela resolveu a questão do príncipe. Muito fofo!

Eclipse do Unicórnio – Lauren Kate mudou por completo a história de A Bela Adormecida, fazendo homenagens aos personagens originais, nomeando a irmã do protagonista Rose Briar, por exemplo. Sim, o nome de Aurora é Briar Rose e sim, o protagonista desse conto de fadas é um menino chamado Percy (não, não o Jackson). Percy é um adolescente que acabou de ter o seu coração partido na véspera de ir para Paris. E a ex iria junto, mas mudou de ideia e foi para o Novo México atrás do novo gatinho. Tadinho do Percy. Mas mal sabe ele que em um castelo na França, escondido por espinhos, é onde encontrará o amor de sua vida, sua Talia. Sim, Aurora aqui chama Talia e passou por um encanto que fez com que ela dormisse por séculos à espera de um beijo especial, dado durante um eclipse, como foi quando nasceu. Amo Lauren Kate, mas nesse conto ela colocou elementos fantásticos demais e a atualidade meio que passou como detalhe. Mas achei legal ter um menino como protagonista.

Do Alto da Torre – A Rapunzel de Patrícia Barbosa é Camila, uma menina normal, que vai ao colégio e sonha em ser cantora. Mas como passou por um problema grave de saúde, é proibida de cortar seus cabelos até completar 15 anos, pois foi a promessa feita por sua madrinha para que se curasse. Protegida no alto da torre que é o prédio onde mora com sua madrinha, Camila é apelidada pelos colegas de Rapunzel por causa de seus longos cabelos. Amei esse conto porque achei original elementos como a razão para o cabelo longo (e o que é feito com ele após cortado) e como a torre “virou” o prédio. Mas também achei a narrativa muito contada e pouco mostrada. Mas isso é uma características de praticamente todos eles. Por serem voltados para um público mais jovem e tratarem de contos de fadas, a narrativa explicadinha faz parte.

Para quem curte contos de fadas, vale muito a leitura. E vem aí O Livro dos Vilões, também publicado pela Galera Record, que juntará histórias pelo ponto de vista dos “injustiçados” Rainha Má, Lobo Mal, as irmãs da Cinderela e Maleficent. Escritos pelos brasileiros Carina Rissi (“Perdida) e Fábio Yabu e pelas americanas Cecily von Ziegesar (“Gossip Girl”) e Diana Peterfreund (“Sociedade Secreta”), o livro deve ser lançado nos próximos meses. Fica a dica!

Compre aqui:

Submarino01 Saraiva Travessa Americanas Livraria Cultura

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: