Demian

“Demian” é um livro que foi publicado lá em 1919 por Hermann Hesse (autor alemão, ganhador do Nobel de Literatura de 1946), mas ainda hoje provoca reflexões muito profundas em quem o lê. A trama conta a história de Emil Sinclair, um jovem com muitas perguntas e poucas respostas sobre o mundo. Quando conhece Max Demian, um colega de classe bem precoce e um tanto sedutor. Com Demian, Sinclair se revolta contra os padrões da sociedade e inicia um jornada de descobertas.

Demian vivia preso ao mundo ideal, aquela bolha instituída e preservada pelos ensinamentos e imposições de seus pais. Fora deste circulo familiar de perfeição e luz, o jovem descobre o mundo sombrio, onde os valores são diferentes e a vida, apesar de parecer mais estranha, também promete uma possível liberdade maior. O romance é uma história profunda, que trata do duelo entre as dicotomias dos seres humanos, sempre se equilibrando entre o que é tido como luz e o que é considerado trevas. É um romance sobre conflitos internos, descobertas sobre o mundo e sobre si mesmo, sobre crescimento e formação de um indivíduo, tanto personagem, quanto leitor.

O livro é relativamente curto, mas não rápido. É uma leitura densa, daquelas que te demandam introspecção. Não é uma leitura difícil, apenas impactante, que te faz suspirar pensativa.

É um livro maravilhoso, tal qual o personagem homônimo que lhe dá o título. Demian é um ser sedutor e instigador, que faz Sinclair sair de sua zona de conforto. Ele não o obriga a nada, não é ele que faz Sinclair mudar, mas é o gatilho para que o protagonista encontre dentro de si mesmo tudo que já estava lá, toda a vontade de descoberta e entendimento do mundo.

É difícil falar do clássico de Hermann Hesse sem entregar passagens da história, mas toda a trama gira em torno da dualidade da vida humana, ou até mesmo da inexistência dela. E, apesar de parecer retratar toda uma vida, o livro termina aos 18 anos de Sinclair.

Sem muitos detalhes das características físicas dos personagens, é uma trama que nos faz transceder até em sua própria construção. Uma grande metáfora da vida humana.
Relançado recentemente pela Editora Record, Demian é um livro sobre os altos e baixos da nossa própria existência, seu impacto é subjetivo e creio que cada leitor terá uma experiência, dependendo do momento que vive.

Daqueles clássicos para serem lidos e relidos em várias fases da vida.

Compre aqui:

Submarino01 Saraiva Travessa Americanas Livraria Cultura

GER_SELO_PARCEIROS_2016_CATALOGO-kz0m6

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *