Ilha de Vidro

Terceiro livro da série os Guardiões foca em Riley e Doyle e conclui a busca pelas estrelas.

Vamos deixar algo bem claro: eu não gosto de livros da Nora Roberts que tenham elementos sobrenaturais. Dito isso vamos ao terceiro livro da série dos Guardiões, “A Ilha de Vidro” (tradução de Maria Clara de Biase), onde a saga da busca pelas estrelas termina e o ultimo casal entre os guardiões é formado.

Na busca pela terceira estrela a ação é deslocada de praias paradisíacas e dias de sol para a chuvosa Irlanda, um cenário que Roberts adora explorar. É em meio a muita chuva e frio que Riley e Doyle começam a se apaixonar e se envolver. O livro segue o roteiro de toda a obra de Roberts, ou seja, cada livro é dedicado a um casal.

Desde o primeiro livro estou dizendo que essa série é uma das piores que li de Roberts, toda a mistura de mitologias não funciona no todo. Dentro disso “Ilha de Vidro” é o romance menos interessante e elaborado da série. O imortal Doyle é um personagem mais interessante do que o envolvimento bobo dele com Riley, outra personagem que merecia uma história melhor.

Aguardo uma nova série de Roberts que seja mais consistente, essa não conseguiu nem descansar a minha cabeça de outras leituras. Foi complicado chegar até o fim.

Compre Aqui:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo
%d blogueiros gostam disto: