Não basta ler, tem que levar pra vida!

sexta literaria header 2

O que os livros podem nos ensinar para a vida real?

Eu sou de pensamento que em tudo na vida podemos tirar alguma lição. Cada experiência, cada momento, cada erro ou acerto nos ajuda a construir a pessoa que somos. E, para mim, os livros são parte integrante disso. Quem eu sou hoje é a soma de tudo que vivi até aqui e, é claro, das várias histórias que eu li. E eu não digo só dos livros didáticos, ou aqueles recomendados pelo seu professor de literatura, mas especialmente os que li por diversão. Todos os personagens, mesmo aqueles que não vêm das fábulas, têm alguma lição a nos ensinar, uma moral da história. E não é preciso nem muito esforço para isso, basta compreender minimamente a trama, e buscar entender como isso quase sempre pode se aplicar a sua vida.

Dito isto, eu simplesmente não consigo entender como tem uma galera que se diz super fã de livros tão significativos, que repete frases de impacto por aí, e age, na vida real, de forma completamente incoerente com os discursos promovidos por essas tramas. Não precisamos recorrer aos clássicos como “1984”, “O Senhor das Moscas”, “A Revolução dos Bichos”, “A Cor Púrpura”, não, não precisa necessariamente buscar autores complexos que já escreviam quando você não era nem nascido. Eu tô falando de sagas como Harry Potter, Jogos Vorazes, Divergente, e tantas outras que abordam temáticas bastante complexas, mesmo que direcionados para o público jovem. Quantas vezes tanto as tramas principais quanto as secundárias  de Harry e Katniss me fizeram refletir como na vida real tudo também estava tão errado quanto ali?

Preconceito, machismo, misoginia, homofobia, bullying, nazismo, violência doméstica. Eu poderia ficar aqui o dia inteiro enumerando quantos assuntos que precisam tanto de atenção da nossa sociedade foram abordados pelos YA (livros direcionados para adolescentes e jovens adultos) transmitindo lições importantíssimas de uma forma bastante clara. O que sempre me faz pensar: o que leva a galera que se diz nerd, que se diz fã de sagas e livros como esse, sair por aí destilando ódio, apoiando ditadura, oprimindo minorias? Quer dizer, vocês não levaram pra vida nada que aprenderam nos livros? Vocês aprenderam algo com as mensagens que esses livros transmitem?

Eu sei, eu sei, fica meio soberbo eu ficar aqui dizendo qual interpretação você deveria ter dos livros que leu. Cada história pode significar algo diferente para cada pessoa, mas eu queria realmente entender o que se passa nesses casos… Quer dizer, me parece tão claro o que alguns autores têm a dizer, tão palpável. Quase tudo está ali a um palmo do seu nariz, bem mastigadinho, como o “o que aprendemos hoje” que o He-Man ensinava ao fim dos seus desenhos. Daí o pessoal lê tudo, fica fã, chora pelos personagens, copia citações no caderninho, compartilha meme, mas parece que não levou pra vida NADINHA do que a trama apresentou.

Esse texto é pequeno um convite à reflexão. Todos os livros têm algo a dizer, desde que você deve respeitar sua mãe, até que ditaduras são algo muito muito ruim. Dê ouvido aos personagens que você tanto ama, fique aberto às reflexões que eles podem lhe provocar e, acima de tudo, leve para a vida real se não todos, ao menos alguns ensinamentos que os livros da sua estante proporcionam.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: