O Amante da Princesa

Maria Amélia de Bragança, foi a filha de Dom Pedro I e sua segunda esposa, Amélia de Leuchtenberg. Nascida em Paris, ela viveu em Portugal e nunca chegou a conhecer o país do qual era princesa. Além de seu noivado com o arquiduque da Áustria, Maximiliano Habsburgo, sabe-se muito pouco sobre sua curta vida. Mas e se a vida da princesa tivesse tido mais emoções do que a história nos conta? Poderia uma princesa ter um amante?

Foi partindo dessa premissa que Larissa Siriani se inspirou para criar o enredo de seu primeiro romance de época. Já conhecida do público com a antologia Princesas GPOWER e o romance contemporâneo Amor Plus Size, Siriani se aventura pelo gênero de época e não decepciona.

Maria Amélia é uma mocinha cativante, inteligente e de personalidade forte. Já Klaus Brachmann, o amante do título, reúne por sua vez todas as características que se espera de um bom mocinho de época: charme, sagacidade, bom humor e uma certa irreverência.

O romance proibido entre os personagens principais se desenrola num clássico slow burn, com muitos olhares, flertes e toques não-tão-acidentais. A narrativa é dinâmica e os diálogos soam naturais, o que dá à leitura um ritmo envolvente. As cartas passivo-agressivas entre Klaus e sua família dariam um livro à parte.

Recomendo muito a leitura para todos que se divertem com um bom romance de época, principalmente para aqueles que sentem falta de tramas que se passem fora do contexto da Inglaterra regencial.

Compre Aqui:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: