O Príncipe da Névoa

Antes de se tornar mundialmente famoso Carlos Ruiz Záfon fez uma série de livros  adolescentes. “O Príncipe da Névoa” é o primeiro de uma trilogia que chega agora ao Brasil.

Carlos Ruiz Záfon é um daqueles autores de que leio qualquer coisa que for lançada. Ele ganhou meu coração e fama mundial com o maravilhoso “A Sombra do Vento”. O sucesso dele é tanto que toda a sua obra anterior a fama está sendo lançada do Brasil. “O Príncipe da Névoa” é um desses livros anteriores aos romances que envolvem o Cemitério dos Livros. Ele é da mesma leva de “Marina”, foram escritos para adolescentes e misturam primeiros amores, mistério e terror.

“O Príncipe da Névoa” é o primeiro livro de Zafón e a primeira parte da trilogia da névoa, os outros dois, ainda não lançados no Brasil são “El Palacio de la Medianoche” e “Las Luces de Septiembre”(em tradução livre “O palácio da Meia-Noite” e “As Luzes de Setembro”). Escritos em meados da década de 1990 os três livros podem ser categorizados como Young Adult, mas com características muito próprias. São historias de amor adolescentes, os primeiros amores, e envolvem mistério e terror. Pode-se dizer que é um YA não é menininha.

Em pouco menos de 200 paginas Zafón conta a aventura de Max. A família Carver se muda para uma pequena cidade de praia para fugir das dificuldades da guerra. Max e suas irmãs são rapidamente envolvidos em uma trama que envolve um jardim de estatuas, um navio naufragado e promessas não cumpridas. Vou parar por aqui para não contar spoilers e acabar com algumas surpresas da historia.

O interessante de ler a obra de um autor de trás pra frente é poder observar a sua evolução. Em todos os livros de Zafón temos histórias que beiram ou são sobrenaturais, amores arrebatadores e a Espanha nas décadas de 1930, 1940 ou 1950.

Todos os livros que li dele são bons e uns são maravilhosos, esse está na categoria de bom. O romance ainda não é tão apaixonante que você torça pelo casal e o mal não é tão assustador assim. É visivelmente o começo de um caminho que Záfon foi lapidando até chegar a quadrilogia do cemitério dos livros.

É um YA que agradará meninos e meninas, talvez mais os meninos. E é o começo da jornada de um grande escritor. É uma boa e rápida leitura.

Compre aqui:

Submarino01 Saraiva Travessa Americanas Livraria Cultura

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Um pensamento em “O Príncipe da Névoa”

%d blogueiros gostam disto: