O que eu sei de verdade

o q seiSempre admirei Oprah Winfrey por sua determinação e talento como apresentadora e empresária. Embora seja exagerada em vários aspectos, Oprah nunca faz nada pela metade e me identifico muito com isso. Quando recebi o livro “O que eu sei de verdade” (Editora Sextante), não hesitei em começar a ler imediatamente. Composto por crônicas escritas pela apresentadora e rainha da comunicação, o livro traz o ponto de vista de Oprah sobre vários assuntos e situações, mas não é repleto de verdades ou imposições. “O que eu sei de verdade” é uma reflexão da autora que nos faz refletir e buscar nossas próprias verdades.

É muito fácil olhar para o sucesso de Oprah Winfrey e pensar “ah, mas ela é rica e famosa”, mas nem sempre foi assim. Oprah se tornou o que é hoje porque trabalhou seu talento, buscou oportunidades e sempre, sempre busca se aprimorar e tentar coisas novas. Mesmo que erre, Oprah quer testar tudo, quer experimentar e isso, em si só, já é uma lição. E “O que eu sei de verdade” é mais um desses projetos. Quando perguntaram para ela algo que ela tinha certeza, alguma verdade em sua vida, e ela não soube responder, encarou isso como mais um projeto. Oprah não leva dúvida para casa, ela transforma em solução e a oferece como caminho para que encontremos a nossa.

Ao ler “O que eu sei de verdade” me senti compreendida e entendi que não estava sozinha na minha jornada de querer viver a vida plenamente sem jogar tudo para o alto. Não sou adepta da filosofia “larga tudo e vai ser feliz”. Acho possível transformar nossa realidade em algo que nos traz felicidade sem fugir de nossas responsabilidades. Mas isso requer trabalho, planejamento, determinação e não culpar forças externas por algo que está em nossas mãos, que depende de nós.

O livro é dividido em temas como relacionamentos amorosos, família, autoestima, medos, fracassos e superação. A obra traz uma seleção de crônicas escritas e escolhidas pela própria autora ao longo dos 14 anos de existência da coluna em sua revista. Uma que me marcou demais foi quando ela fala que se dar o crédito pelo que faz bem é necessário. Oprah sabe o que faz bem e não tem medo de se dar o crédito pelo seu trabalho, pelo seu talento. E acho isso incrível e necessário. Se não confiamos em nosso talento, se não somos os primeiros a gostar do que fazemos, a acreditar, como achar que outros o farão? E por que se dar valor profissionalmente é tão ruim? Ter autoestima não é sinônimo de ser arrogante e Oprah explica e exemplifica isso muito bem.

Não penso em “O que eu sei de verdade” como sendo um livro de autoajuda, pois acredito que todos os livros ajudam. Ele trata de situações reais com exemplos reais, do dia a dia da vida de Oprah. Os textos nos fazem pensar em nosso relacionamento com nosso corpo, em como construir relacionamentos mais harmoniosos e como mudar nossa maneira de encarar os problemas. Tudo com base em experiências que Oprah teve e que cabe a nós apenas refletir e escolher o que se aplica ou não a nossa realidade.

“O que eu sei de verdade” é uma boa dica para iniciar o ano literário de 2015. Inspire-se e faça de 2015 o seu ano. Só depende de você e Oprah está nessas páginas só para te mostrar um mapa. A rota para alcançar o que você quer só depende de você.

Compre aqui:

Submarino01 Saraiva Travessa Americanas Livraria Cultura

Logo Sextante

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: