Perfeitos

Antes de começar a ler saiba que há spoilers no texto. Leia por sua conta e risco, está avisado.

Tally Youngblood, nossa heroína, agora é uma pertfeita. Seu sonho de viver em Nova Perfeição junto com seu amigo Peris está realizado, pena que isso tenha acontecido depois que ela não queria mais ser uma perfeita e sim viver com os Enfumaçados. É assim que se inicia o segundo livro da saga “Feios’ criada por Scott Westerfeld.

Se o primeiro livro parecia uma mistura de “1984” com “Admirável Mundo Novo” encontra o culto aparência (leia  mais sobre “Feios”), o segundo fala sobre o livre arbítrio. Aqui Tally se transformou em tudo o que sempre quis, mas, mesmo com o cérebro modificado, ela sabe que quer mais, que quer algo diferente. Quer se sentir sempre “borbulhante”. O estranho é que ela, como no primeiro livro, esquece quase por completo de seu grande amor, nesse caso David, e se joga de corpo e alma em um relacionamento com Zane. Tally está sempre entre dois amores e tem uma facilidade enorme de esquecer o anterior, isso meio estranho para uma heroína, mas não chega a comprometer o andamento da história.

Uma trama que não se encaixa muito bem e que espero que seja melhor explicada no próximo volume é a da tribo de Andrew Simpson Smith. A história toda é meio sem nexo com o restante do livro. Espero que em algum momento ela tenha alguma importância porque é uma parte do livro completamente desnecessária.

Voltando ao livre arbítrio, o trama aqui é o teste da cura para os cérebros modificados dos perfeitos. Tally acaba comprovando que para se curar não é necessário uma remédios e sim vontade de não se acomodar. O ponto principal da história para mim é a conversa que ela tem com Peris quando descobre que há pessoas que não querem contestar nada, querem penas viver suas vidas perfeitas sem ligar se estão sendo ou não manipuladas. É uma mensagem que passa um pouco despercebida em meio a toda a ação do livro, mas é sem duvida uma boa questão levantada pelo autor.

Em “Perfeitos” a trama é basicamente centrada no casal Tally e Zane mas Shay não é deixada de lado. Aqui ela começa a se transformar em uma ameaça, vemos apenas de relance a transformação de menina determinada em se tornar uma Esfumaçada em uma cruel agente das Circunstâncias Especiais. Tudo indica que Shay será a grande vilã do próximo livro e que Tally vai tentar regenerar a amiga e terá muitos dilemas no processo.

Assim como o primeiro livro, “Perfeitos” termina com Tally descobrindo que vai se transformar, agora ela será uma Especial. Agora temos que esperar o próximo volume da saga.

Compre aqui:

Submarino01 Saraiva Travessa Americanas Livraria Cultura

Um comentário sobre “Perfeitos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *