Sobrenatural

O Dia das Bruxas veio e foi e eu li dois livros que adorei sobre esse clima macabro que pairou no ar! O primeiro foi “O Nome da Estrela” da Maureen Johnson, publicado pelo selo Fantástica da Editora Rocco. A resenha dele estará em breve no blog da Editora. O segundo foi “Sobrenatural: The Haunting of Sunshine Girl”, do selo Fábrica 231, também da Rocco. E é sobre esse que escrevo hoje.

“Sobrenatural” é o seu livro básico sobre uma casa assombrada. Sunshine e sua mãe adotiva Katherine se mudam de Austin, Texas para uma pequena cidade do Estado de Washington. Ou seja, quase como Bella fez em “Crepúsculo”: deixou o sol para trás e foi parar em uma cidade pequena e chuvosa.

Assim que chegam na casa, Sunshine sente algo estranho: frio fora do comum e cheiro sufocante de mofo. Na primeira noite, a narrativa começa a ficar tensa e os pelos na nuca do leitor se arrepiam. Coisas se movem sozinhas, vento frio sopra dentro de casa sem que as janelas estejam abertas, bichos empalhados ganham vida. Sim, é bem assustador! Nas noites seguintes, a coisa se complica ainda mais, mas não importa o quanto Sunshine fale para sua mãe, a enfermeira não aceita a possibilidade da existência de assombrações, até presenciar uma aparição bem, digamos, violenta.

Mas o dia chega e o pior acontece: Kat, a mãe de Sunshine, não se lembra de nada do ocorrido e a menina não tem outra escolha senão ir para a escola e tentar pensar em algo para convencer a mãe a se mudarem daquela casa.

Sunshine, que acaba de completar 16 anos, é apaixonada por fotografia (preto e branco e nada digital!) e tem uma paixão por roupas de brechó e unicórnios de vidro. Tímida e diferente Shunshine faz um amigo na aula de artes: Nolan, que usa uma jaqueta de couro que pertencia ao seu avô, falecido há pouco tempo. Nolan passa a ser seu confidente quando o assunto é fantasma e, juntos, vão buscar pistas sobre o que está acontecendo na casa de Sunshine e por que somente ela sente e vê as assombrações.

No meio disso tudo, as coisas se complicam para a mãe da menina e o caso parece não ser apenas uma assombração qualquer. Porque Sunshine não é apenas uma garota qualquer.

Mas deixa eu ficar quieta ou spoilers vão surgir!

Uma curiosidade sobre o livro “Sobrenatural” é que ele foi adaptado de uma famosa série do YouTube que eu não conhecia. Engraçado ser “famosa” e a gente não conhecer, né? Pois é!. Quis terminar o livro antes de assistir a série, mas ao virar a última página, vi que o livro será o primeiro de outros. Ai meu Deus! Ai minha carteira!

“Sobrenatural: The Haunting of Sunshine Girl” é um excelente livro para quem curte livros de terror e literatura adolescente. Ele mescla bem os dois “mundos” e mantém a atenção dos leitores até o fim. Embora Paige Mckenzie seja a criadora e protagonista do seriado na internet (e será do filme que está em desenvolvimento), ela trabalhou com a autora Alyssa Sheinmel para concluir o livro. Isso ajudou muito em ter uma história redondinha, fechada e sem “barriga”.

A Editora Rocco me convidou para escrever sobre “Sobrenatural” no blog deles. O texto é rapidinho e lista as top 5 razões para ler o livro. Confira aqui.

Enquanto o próximo livro não é lançado, lá vou eu assistir a alguns episódios no YouTube para ver como a experiência é diferente. Mas para não estragar a leitura, sugiro esperar virar a próxima página antes de dar o primeiro play!

Compre aqui:

Submarino01 Saraiva Travessa Americanas Livraria Cultura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *