The Calculating Stars, de Mary Robinette Kowal

Se o título em inglês lembra o de Estrelas Além do Tempo, de Margot Lee Shetterly, não é mera coincidência. A história verídica das mulheres negras que fizeram os cálculos para o programa espacial americano também inspirou Mary Robinette Kowal a imaginar uma história alternativa da corrida espacial e da chegada à Lua.

Estamos em 1952, e a disputa entre americanos e soviéticos ainda está no começo. Mas eis que um meteorito cai no mar e arrasa a costa leste americana – incluindo a capital, Washington. Pior: meteorologistas calculam que as mudanças climáticas desencadeadas pelo desastre vão provocar um efeito estufa e tornar a Terra inabitável. A humanidade precisa deixar o planeta, e a comunidade internacional se une para colonizar o espaço. A história é narrada por Elma York, matemática e ex-piloto casada com um engenheiro aeroespacial que faz parte do programa. A partir daí Kowal conta com extrema precisão todas as dificuldades e conflitos que surgem no caminho. 

A narrativa é mais complexa do que parece. Kowal foca principalmente no papel das mulheres, com Elma lutando contra o machismo para ter uma chance de se tornar astronauta. Lida também com o racismo (na vida real, só em 1978 um cubano foi ao espaço a convite dos soviéticos; o primeiro afro-americano só em 1983), preconceitos por conta de saúde mental (Elma sofre de ansiedade), a politicagem no programa espacial, e a descrença de alguns nas mudanças climáticas (reais) que o planeta atravessa – todos temas que infelizmente continuam atuais.

Mary Robinette Kowal

Kowal começou essa história de trás pra frente, inclusive antes mesmo da publicação de Estrelas Além do Tempo. Em 2012 lançou em audiolivro (e depois online em texto aqui em inglês) o conto “The Lady Astronaut of Mars”, em que uma veterana astronauta contempla uma última viagem espacial. Daí resolveu voltar ao começo. Já publicou a continuação de The Calculating Stars, The Fated Sky, em que expande alguns dos temas do primeiro, principalmente o racismo e os conflitos políticos em torno do programa espacial e do ceticismo quanto ao aquecimento global. Também lançou alguns contos intermediários, e já tem mais dois volumes a caminho previstos pra 2020 e 2021. The Calculating Stars é o grande livro de Ficção Científica da temporada. Não tanto pela inovação ou originalidade, mas pelo extremo detalhamento com que Kowal imagina a história como ela poderia ter sido. Já ganhou este ano os prêmios Locus e Nebula, e é favoritaço ao Hugo.

Compre Aqui:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo
%d blogueiros gostam disto: