Uma Noite com Grace Kelly

Quando os livros de Lucy Holliday chegaram aqui na Redação do Cheiro de Livro e decidimos dividir quem leria o que fui direto pegar “Uma Noite Com Grace Kelly” pelo simples motivo de adorar a história da atriz de Hollywood que virou princesa em Mônaco. Não sabia nada sobre o que ia ler e me diverti a cada página.

Dividir os livros pode não ter sido a melhor das ideias, uma vez que se trata de uma trilogia, mas isso também me deu a oportunidade de dizer que o livro se sustenta sozinho. “ Uma Noite com Grace Kelly” (tradução de Thalita Uba) é o ultimo livro da série e mostra Libby uma ex-atriz atual designer de joias que tem um sofá mágico. Confesso que essa não é um plot muito sedutor e mesmo assim vale ler.

Libby é uma protagonista com um senso de humor bem inglês – que adoro – e vitima de situações desastrosos que nem sempre são sua culpa. O livro é uma grande comédia romântica à la Bridget Jones ou uma boa sessão da tarde. Libby é apaixonada por seu amigo de infância Olly e, como ele tem uma namorada, ela revolve tentar seguir em frente em busca de sua felicidade. Tudo isso é intremeado por visitas mágicas de Grace Kelly. A atriz hollywoodiana surge do sofá de Libby e lhe dá conselhos e a faz pensar em sua vida amorosa.

Há elementos que me incomodam no desenrolar do livro: a vida profissional de Libby começa como algo importante e que dá orgulho para a protagonista e, meio que do nada, é deixada de lado em razão de sua vida amorosa. Nada irrita mais a feminista que vive em mim do que essas soluções em que a vida profissional da mulher é algo menor e que precisa ser tirada do caminho para o que realmente importa acontecer, e o que importa é o amor de um homem e a construção de uma família. Enquanto esse tipo de raciocínio continuar nas nossas histórias não teremos a possibilidade de caminhar em direção a algum tipo de igualdade de gêneros.

Voltando a história do livro, Libby é cercada por divertido personagens, com destaque para Bogdan, um amigo gay e moldavo, que nos dá os momentos de cumplicidade entre amigos, cheio de confissões que são tão necessários em livros como esse. Holliday faz um desses livros que se lê em uma sentada, que diverte a cada página e que me deu um momento de descanso, uma momento de leveza na leitura. Agora quero pegar os outros dois livros para ler.

Compre aqui:

Submarino01 Saraiva Travessa Americanas Livraria Cultura

Um pensamento em “Uma Noite com Grace Kelly”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: