Livros que nos traumatizaram na escola

Header Listas

É inegável que as leituras obrigatórias na escola traumatizam muitos alunos. Nós aqui na redação do CdL não saímos ilesos do colégio, alguns livros entraram na nossa lista negra e, mesmo depois de anos, continuam banidos de nossas estante. Aloisio de Azevedo é, de longe, o mais odiado com dois livros “O Mulato” e o “O Cortiço”. Temos dois grandes clássicos da literatura nacional que causaram revolta pelo seu final, “O Guarani” e “Dom Casmurro”, é bem verdade que Machado de Assis conseguiu se redimir conosco e seu clássico maior acabou ganhando nossos corações, mas isso só aconteceu depois de muito tempo e não atingiu todos da redação. Nessa lista temos até um livro americano que nos traumatizou, o famoso “O apanhador no Campo de Centeio”.

 

Livros que nos traumatizaram na escola:

O Mulato

O Cortiço

Apanhador no Campo de Centeio

O Guarani

Dom Casmurro

2 comentários sobre “Livros que nos traumatizaram na escola

  1. Com certeza: O CORTIÇO me trouxe trauma! Fui obrigada a ler por uma professora que não tinha lido… ai! Ainda não tive coragem de pegar e tentar ler outra vez! Eu fiz isso com Dom Casmurro e o trauma passou. Eu gostei do livro… mas O cortiço… só de lembrar me dá nervoso!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *