O Prisioneiro do Céu

Carlos Ruiz Zafón me conquistou logo nas primeiras frases de seu mais famoso livro, “A Sombra do Vento”. Esse romance se tornou um dos meus livros preferidos, daqueles que em qualquer oportunidade se dá de presente, se indica. Quando fui buscar maiores informações sobre o autor descobri que “A Sombra do Vento” fazia parte de uma série e logo me empolguei, mas “O Jogo do Anjo” foi uma decepção. Ainda bem que não desisto fácil de um escritor, “O Prisioneiro do Céu” retoma os personagens que me conquistaram no primeiro romance da serie e tem um ritmo ótimo.

Logo no inicio do livro Zafón avisa que seus três livros não formam uma sequência narrativa, podem ser lidos em qualquer ordem. Eu discordo um pouco disso, não que o leitor não vá entender a história, mas eu perderia muito se não soubesse a trajetória de personagens centrais deste romance. Daniel, Fermín e David são o centro deste novo capítulo da história e saber de onde eles veem é essencial para mim.

Eu tenho problemas com o realismo fantástico, ou como eu costumo classificar, gente que fala com fantasmas e tudo bem. Esse é um dos elementos que me irritam em “O Jogo do Anjo” e que Zafón abandona por completo nesse novo romance. A aura de uma Barcelona que não existe mais, a grande fantasia que é o Cemitério dos Livros Esquecidos, está tudo de volta neste livro. A história conta novos trechos da vida dos três personagens desta serie e vai moldando melhor o quebra-cabeça narrativo que Zafón vem construindo. É o primeiro dos três livros que termina com um gancho, o que aponta que teremos mais romances pela frente.

O que mais me encanta na escrita de Zafón é o amor pelos livros e pela literatura. Daniel é herdeiro de uma livraria, Fermín um grande leitor e David um escritor. Todos giram em torno de uma mesma paixão: os livros. Paixão que compartilho com eles, talvez seja isso que tanto me encanta nessas historias, essa nostalgia pelos romances, essa reverencia a palavra escrita.

“O Prisioneiro do Céu” coloca a serie de volta no trilho. Essa história não necessita de sobrenatural para sobreviver. Que venha mais um livro centrado em Daniel Sempere.

 

Compre aqui:

Submarino01 Saraiva Travessa Americanas Livraria Cultura

2 comentários sobre “O Prisioneiro do Céu

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *