Uma Noiva Rebelde

Uma Noiva Rebelde (First Comes Scandal no original) é o quarto e último livro da série Rokesby, uma prequel da série Bridgerton, sendo antecedido por Uma Dama Fora dos Padrões, Um Marido de Faz de Conta e Um Cavalheiro a Bordo, respectivamente. A história se passa em 1791 quando Georgiana Bridgerton (irmã mais nova de Billie, a mocinha do primeiro livro da série) tem sua reputação arruinada após ser sequestrada por um canalha de olho em seu dote. Nicholas Rokesby (irmão mais novo dos outros mocinhos) é então obrigado a pausar seus estudos de medicina em Edimburgo para atender a um chamado urgente do pai, que não-tão-sutilmente sugere que ele se case com a moça para ajudá-la. O resultado é um dos clichês mais adorados do gênero: o casamento de conveniência. 

A velha história de amigos de infância que, empurrados pelas circunstâncias, são obrigados a pensar um no outro como mais do que amigos ganha contornos adoráveis nas mãos de Julia Quinn. A construção de personagens e os diálogos, como de costume, são impecáveis. Há passagens divertidíssimas, carregadas de provocações bem humoradas. Os mocinhos são carismáticos e logo cativam o leitor. Fãs da série Bridgerton vão se deliciar com uma participação mais do que especial de Violet, Edmund, Anthony, Benedict e o bebê Colin. 

O problema aqui é, como em obras anteriores da autora, a trama. O romance entre Nicholas e Georgie se desenvolve num slow-burn delicioso, porém o único conflito real que se impõe é rapidamente resolvido e nada de muito relevante ocorre para avançar a história. Perde-se um tempo enorme narrando dois dias de uma viagem de carruagem em que muito pouco de relevante de fato acontece. E quando finalmente vemos os mocinhos tendo que lidar com a realidade da vida de casados… o livro acaba. É especialmente decepcionante que a parte que se passa em Edimburgo seja tão mal aproveitada. A capa americana gera uma certa expectativa nesse sentido, dando destaque para o castelo da capital escocesa, mas a história poderia ter se passado em qualquer cidade. Bem, qualquer cidade que tivesse uma escola de medicina em 1791.

Embora o final seja um tanto abrupto e a gente fique com a sensação de que faltou uma edição com olhar mais crítico, é com certeza uma leitura agradável com alguns dos melhores elementos dos romances de Quinn. Uma Noiva Rebelde foi publicado nos EUA este mês e tem lançamento previsto no Brasil em julho pela Editora Arqueiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo
%d blogueiros gostam disto: