UR

A Amazon vende “UR” como um livro de Stephen King, não chega a tanto. “UR” é um conto, um bom conto, o diferencial dele está em ser um Kindle only, ou seja, foi escrito e é só comercializado para kindle e, para fazer a experiência ainda mais divertida é sobre um kindle rosa e com poderes paranormais.

Comprei o conto muito mais pelo barato de lê-lo em um kindle do que pela grande qualidade do enredo. A historia é bem básica, um professor de literatura, averso a tecnologia, compra um kindle para impressionar a ex-namorada e recebe um kindle rosa que tem um botão extra, o UR do título. Esse botão tem duas funções, uma dá acesso a textos produzidos em realidades paralelas o outro a noticias sobre o futuro.

 No primeiro momento o botão UR parece um grande achado. As realidades paralelas a que ele tem acesso trazem obras inéditas de grandes escritores como Edgar Alan Poe e Ernest Hemingway, para delírio do professor de literatura. Esse começo é fascinante para qualquer um que seja apaixonado por literatura. Imagina mais obras inéditas de seus escritores favoritos? Lendo o conto fiz automaticamente uma listinha de escritores que buscaria se meu kindle tivesse um botão UR.

A historia muda rapidamente de rumo quando o professor ativa a oura função do UR, a que dá acesso a ler as matérias dos jornais do futuro. Nesse momento ele descobre que sua ex-namorada, por quem ainda é apaixonado, vai morrer em um acidente de carro. É claro que ele vai em busca de uma forma de impedir o acidente.

A namorada sobrevive e o kindle fantástico é recolhido por duas figuras que dizem ao professor que o aparelho foi entregue a pessoa errada. O conto parece um começo de estudo para o ótimo romance “11/23/63” e tem algumas referencias a “Torre Negra”. A grande diversão mesmo é lê-lo em um kindle e pensar nas possibilidades.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *