A Cor de Coraline

Livros infantis são vitais para a formação de novos leitores e no Brasil temos uma riquíssima literatura voltada para os pequenos. Aqui na Redação adoramos livros pra qualquer idade e quando “A Cor de Coraline” com sua edição grande e de capa dura chegou fui logo mergulhando na leitura.

Alexandre Rampazo pega uma situação banal, uma criança pedindo emprestado um lápis de cor, e faz disso um alerta para o preconceito que existe, ainda, em muitas das expressões que usamos cotidianamente. Pedrinho pede um lápis “cor da pele” para Coraline e ela fica confusa com o pedido e começa a divagar sobre as cores.

Em um mundo dominado por pessoas brancas lápis cor da pele é bege ou rosa, é a primeira cor que vem a cabeça da maioria das pessoas sem nem mesmo se dar ao trabalho de pensar o quão preconceituoso é esse conceito. Foi necessário um livro infantil para me alertar disso, para me fazer pensar nessas pequenas coisas que eram tão comuns e não deveriam ser.

“A Cor de Coraline” tem ilustrações lindas, divagações infantis coloridas e uma resolução ótima, com nossa protagonista entregando um lápis da cor dela, marrom, para Pedrinho.

Compre aqui:

Submarino01 Saraiva Travessa Americanas Livraria Cultura

Um comentário sobre “A Cor de Coraline

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *