Desejo e escândalo

A capa é linda e o título é sugestivo, como acontece na maioria dos romances de época. Embora eu seja apaixonada pelo gênero e esteja buscando sempre conhecer mais autoras, é sempre complexo para investir em uma leitura desconhecida. Porque eu sou uma leitora chata, exigente e com pouco tempo, então não é todo “solta corpete” com ombros largos que me deixa com o coração acelerado. Mas, quando a Paola Aleksandra (http://www.livrosefuxicos.com/2018) sugeriu “Desejo e Escândalo” nos stories, fui ler a sinopse (que compartilho abaixo).

“Mick Trewlove é o filho bastardo do duque de Hedley, mas ninguém sabe disso. Mesmo depois de se tornar um empresário de sucesso, ele ainda busca vingança contra o homem que o abandonou. E qual a melhor forma de fazer isso do que seduzir a noiva do filho legítimo do duque? Lady Aslyn está noiva do conde Kipwick, filho único do duque de Hedley, mas se vê, inesperadamente, apaixonada pelo misterioso bilionário Mick Trewlove. Durante os passeios pelos parques de Londres, ela começa a desconfiar de que algo se esconde por trás do sorriso sedutor, mas não tem certeza. Quando os segredos são revelados, uma reviravolta inesperada surpreende Mick, que terá que escolher entre manter seu plano de vingança ou ser feliz.”

A sinopse me intrigou porque adoro esse conflito entre vingança e amor, sabe? E só de saber que provavelmente ia ter angst e treta depois que a mocinha descobrisse a real razão por trás das ações do mocinho (spoiler: mulheres sempre descobrem!), aí mesmo que quis ler. Comprei no Kindle em inglês e já estou em busca da versão física em português (publicado aqui pela Harlequin / HarperCollins Brasil) porque quero esse livro na estante.

“Desejo e Escândalo” foi o primeiro livro da Lorraine Heath (tradução de Thalita Uba) que eu li. Ela já é conhecida pra caramba no meio, mas eu nunca tinha lido nada dela ainda (por todas as razões acima listadas). Mas já entrou para a minha lista de autoras queridinhas, porque SENHOR! QUE LIVRO É ESSE!?

Não vou repetir a sinopse aqui e nem vou dar spoilers, mas quero compartilhar o que me conquistou nessa leitura. Poderia ser a personagem feminina, que é muito bem caracterizada e cresce conforme o arco da história é desenvolvido. Poderia ser os coadjuvantes, que também terão suas histórias para contar, mas que já dão vontade de ler mais sobre nesse primeiro volume. Poderia ser o contexto histórico – essencial para o desenvolver da história – e que envolve o tratamento absurdo e cruel dado a crianças bastardas (que eu desconhecia e já quero sair distribuindo tapas a torto e a direito!). Ou poderia ser o herói, Mick, que é tudo de incrível e mais um pouco.

Talvez seja sim tudo isso junto e misturado, mas o fator mais forte que me fez apaixonar pelo livro – além da reviravolta na trama (que é SENSACIONAL, mas que eu tenho que ficar quietinha, porque qualquer coisa estraga) – é a construção do romance.

Sim, Mick vai acabar se apaixonando por Aslyn e ela por ele, mas o “como” isso aconteceu, o tempo que levou até o primeiro beijo (e que beijo!), até o primeiro orgasmo …. gente, demora MUITO e isso não é algo ruim, muito pelo contrário. A construção da trama, da conquista do coração da mocinha e do herói foi algo que me marcou muito durante a leitura. A tensão entre a situação que rola com o atual noivo de Aslyn e ela, o conflito entre o lado vingativo e emocional de Mick …. tudo é escrito com muito cuidado aos detalhes, com tempo até eles se renderem a vontade de estarem um nos braços do outro. E quando se rendem …. nossa … tô sem ar até agora!

Se você quer um bom exemplo de uma trama de conflito familiar com contexto romântico e cenas picantes para temperar, leia “Desejo e Escândalo”. Já quero o próximo!

Compre Aqui:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo
%d blogueiros gostam disto: