Perdido em Marte

Ficção científica não é o meu forte, gosto e leio, mas não está no topo dasperdido em marte preferências, sempre acaba ficando mais para o final da pilha. “Perdido em Marte” é um desses livros de que fui lendo a respeito aqui e ali, de que ouvi coisas ótimas de amigos e do meu irmão e, no final das contas, pulou a fila e saiu na frente. Foi uma ótima decisão ter pego o livro de estréia de Andy Weir, fui fisgada logo nas primeiras páginas, não conseguia colocar o livro de lado.

O enredo é simples: em uma missão em Marte um dos astronautas, Mark Watney, é deixado para trás e dado como morto. Mark está vivo e tem que conseguir sobreviver no planeta vermelho até descobrir como voltar para casa. A narrativa é dividida entre o diário de Mark e momentos com um narrador onipresente. A melhor parte é o diário, o humor de Mark e as soluções científicas com cara de MacGyver (referencia muito velha?) são sensacionais. Tenho que admitir que no inicio achei que ia me encher das explicações científicas do que Mark estava fazendo, mas o texto feito para leigos e as explicações acabaram contribuindo para o bom ritmo da narrativa. O pouco conhecimento de química e física que ainda carrego comigo serviu que foi uma beleza, sério, se eu consegui entender o que Mark estava fazendo qualquer leigo consegue.

Eu devorei o livro em três dias, não conseguia colocá-lo de lado. É bem verdade que a cada novo desafio que Marte jogava em cima de Mark eu achava ele mais e mais parecido com o personagem sem nome de Robert Redford em “Até o Fim” , um cara repleto de habilidades incríveis e ao mesmo tempo azarado até dizer chega. Do meio para o final o livro torna-se uma corrida contra o tempo e a minha leitira acompanhou a tensão que é criada, em um dado momento um personagem fala que é horrível a situação de não se poder fazer nada e foi exatamente assim que me senti. Queria poder ajudar Mark de alguma forma, colaborar com a sua luta pela sobrevivência, isso mostra quão envolvente é a narrativa.

Weir começou a escrever o livro, que em inglês chama “The Martian”, no seu blog, o texto fez tanto sucesso que ele acabou ganhando um contrato e o lançamento do livro físico. “Perdido em Marte” tornou-se um best seller e será adaptado para o cinema com Matt Damon no papel principal. Agora que li o livro estou aguardando ansiosa pela adaptação para a cinema.

Arqueiro_parceria

 

Compre aqui:

Submarino01 Saraiva Travessa Americanas Livraria Cultura

 

3 comentários sobre “Perdido em Marte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *