Podres de Ricos – Filme

Acompanhei toda a expectativa que aconteceu quando anunciaram que esse filme seria feito e foi ela que me levou a ler o livro. Adorei a leitura (resenha aqui) e comecei a entender o porquê de tanta expectativa. O filme é uma ótima comédia romântica e adaptação do livro de Kevin Kwan.

A maior razão do filme ter gerado tanta cobertura tem a ver com inclusão. Pela primeira vez um filme teria um elenco todo com asiáticos e não em uma história sobre tecnologia. Aqui a história é um enredo até batido em comédias românticas: Rachel, vivida por Constance Wu, não faz ideia do que é o mundo dos ricos de Cingapura quando ela embarca para conhecer a família do namorado Nick, vivido por Henry Golding, e tem que enfrentar a sogra, Eleanor, vivida por Michelle Yeoh.

O livro de Kwan foca em toda a riqueza que existe em Cingapura e, de forma bem humorada, vai apresentando o universo dos asiáticos muito ricos e suas tradições. O filme muda esse foco, tudo gira em torno do romance da jovem professora de economia com o rico herdeiro de uma tradicional família de Cingapura. Toda a riqueza, o esbanjar de dinheiro é apenas pano de fundo e isso não prejudica em nada o andamento do filme e nem incomoda quem leu o livro.

Há alguns exageros, desses que Hollywood adora colocar nas comédias. A amiga de Rachel, Goh Peik Lin (Awkwafina), é completamente fora do tom, uma caricatura que não acrescenta nada ao filme, nem mesmo cenas divertidas. Alias, é um problema de todo o núcleo da familia de Goh Peik Lin. O arco de história de Astrid (Gemma Chan) e Michaal (Pierre Png) que deveria server como um espelho do que pode acontecer com o casal protagonist é um pouco apagada.

O filme tem seus melhores momentos nos embates entre Rachel e Eleanor. É ali que o filme se desenvolve melhor. Destaque para a cena em que elas jogam Mahjong (aqui um link para a explicação do que acontece – com spoilers). Michelle Yeon como mãe que quer acabar com o namoro do filho está ótima e Contance Wu consegue se manter a altura.

Em um momento em que as comedias românticas são um item raro “Podres de Ricos” é divertido, tem romance, algumas cenas engraçadas e ainda é um boa adaptação do livro. Será que as continuações escritas por Kwan darão novos filmes?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo
%d blogueiros gostam disto: