Destino La Templanza

destinoA espanhola Maria Dueñas me conquistou logo no seu primeiro livro, “Tempo entre Costuras”, não era um livro espetacular e sim um livro envolvente e bem desenvolvido, desses que te conquistam mesmo reconhecendo seus problemas. O Segundo livro, “A Melhor História Está Por Vir”, é daqueles que você abandona no meio sem remorso. Só comprei esse terceiro livro, “Destino La Templanza”, porque a edição de capa dura é bonita demais para resistir. Ainda bem que a Editora Planeta fez uma edição irresistível, o livro é ótimo.

Mauro Larrea é um minerador espanhol que fez fortuna no México. O leitor começa a conhece-lo no dia de sua ruína, a guerra de secessão americana se interpõe a um negocio arriscado e Mauro começa o livro em busca de uma saída para pagar suas dívidas. Tentando conservar seu prestigio no México ele recorre a um agiota e parte em busca de um bom negócio em Cuba.

O livro é dividido em três partes, mas eu o divido em duas. Uma primeira que envolve México e Cuba que serve para estabelecer quem é Mauro e mostrar toda a sua astucia, é, principalmente, em Havana que a historia começa. É ali na ilha ainda colônia espanhola que a saga da reconstrução de uma vida se estabelece, é ali também que o tão de uma aventura começa a tomar forma. Esse não é um romance leve, a história dá reviravoltas, tem lances de sorte, de grande perigo e isso tudo envolto em uma grande pesquisa de ambientação, uma pesquisa que transporta o leitor para as ruas de Cuba. Um talento que Dueñas já tinha mostrado em seu primeiro trabalho.

É na ultima parte do livro que a história realmente acontece. Mauro ganha em um jogo de bilhar uma vinícola e volta para a Espanha para tentar recuperar seu império no México. Jerez seria apenas uma rápida escala de volta a Cidade do México, mas em Jerez encontrar Soledad e tudo se transforma. A ligação dos dois não é instantânea, Sol enreda Mauro em um drama familiar e o livro se transforma em uma aventura frenética em que tudo muda a cada pagina. Foi nesse momento que vi que faltavam 80 páginas para acabar o livro e um mundo a ser resolvido, com tão pouco tempo toda a narrativa começa a correr, mistérios vão se solucionando, soluções para os mais diferentes problemas vão caindo do céu. Há uma pressa que contrasta com o inicio da história.

“Destino La Templanza” tem um problema de ritmo, começa lento, construindo o protagonista aos poucos e quando cruza o oceano começa uma corrida que me incomodou um pouco, incomodou porque esperava mais, talvez tenha sido iludida pela capa do livro, romance no todo. Mesmo com essa ressalva é um ótima leitura, desses livros que se indica sem pestanejar, que deixa o leitor satisfeito, Maria Dueñas conseguiu se redimir do livro anterior.

Compre aqui:

Submarino01 Saraiva Travessa Americanas Livraria Cultura

Um comentário sobre “Destino La Templanza

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *