O Círculo

Desde que li no post do Rafael sobre os filmes baseados em livros que chegarão aos cinemas esse ano montei uma listinha básica do que quero ler antes de ver. Comecei com “O Circulo” de Dave Egger que chegará às telonas estrelado por Tom Hanks e Emma Watson. Peguei o livro sabendo apenas o que o vi no trailer, ou seja, Mae é uma jovem que começa a trabalhar em uma grande empresa de tecnologia e as coisas começam a parecer estranhas.

Sempre que ouço “distopia” penso que algo aconteceu no mundo e o que estou lendo é como a humanidade resolveu o problema e sempre resolve de uma forma bem ruim para os que sobreviveram. “O Circulo” não é vendido como uma distopia, mas é algo bem próximo disso. O Circulo do titulo é uma grande empresa de tecnologia que engoliu todos os grandes players do mercado e é visto como a salvação do mundo.

Vemos a empresa pelos olhos de Mae e é, assim como todos os jovens de sua idade, apaixonada pelo Circulo, ela é o sonho máximo de emprego, onde tudo acontece. Tudo o que ela vê é realmente fascinante e me causava muita estranheza, é tudo lindo até a página dois. As atitudes dos chefes, as transformações no mundo que são relatadas me causaram muito desconforto. Pode ser porque é um cenário próximo demais do que que vivemos ou porque é realmente assustador como tudo que é vendido como bom no Círculo eu acho perigoso e ruim a longo prazo.

A ideia do Círculo é que todos estejam na rede social deles com seu TruYou e compartilhem tudo o tempo todo. A única voz dissonante na história de Mae é um ex namorado que não quer estar em rede alguma. É aqui que o livro peca um pouco, ele tenta contrapor argumentos sobre transparência e privacidade nos dando um personagem tão radical e nada carismático, é uma chance perdida para a narrativa.

Um elemento que é colocado em questão no livro é a chamada democracia direta, a ideia que os eleitores devem opinar sobre tudo. Hugo Chavez, presidente da Venezuela, era um grande entusiasta da ideia e foi por causa dele que fui pesquisar. Nós esquecemos que não vivemos em uma democracia e sim em uma republica democrática. A diferença? Numa democracia todos tem poder de decisão em uma republica você elege alguém que vai decidir por você. Porque todas as grandes democracias do mundo são republicas? Por que a democracia favorece as maiorias e nas republicas democráticas as minorias tem maior chance de representatividade, é um sistema onde mais pessoas podem ser ouvidas.

Voltando ao livro em si, não vou ficar aqui contando spoiler só digo que o que acontece nas paginas finais é bem obvio e dava para perceber centenas de paginas antes. Não tinha muito para onde ir a não ser para onde foi mesmo. É uma leitura interessante onde não me identifico com a visão de nenhum personagem.

Compre aqui:

Submarino01 Saraiva Travessa Americanas Livraria Cultura

2 pensamentos em “O Círculo”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: