Livros Parceria Resenhas

Notas sobre o luto

Desde que li “Americanah” virei fã de Chimamanda (que chamo assim memso só pelo primeiro nome) e leio tudo dela que me cai na mão. “Notas sobre o luto” (tradução de Fernanda Abreu) tem ainda a vantagem de falar de algo que milhões de pessoas no mundo estão tendo que enfrentar no meio dessa pandemia, ou seja, o lidar com a perda de um parente, amigo ou alguém muito querido. O pai de Chimamanda morreu em meio a pandemia mas sua morte não está relacionada a Covid-19.

Cada um lida com o luto de uma forma particular e ao mesmo tempo esse período tão doido tem semelhanças inegaveia. Ler “Notas sobre o luto” mostra que a forma da autora lidar com a perda do pai passa por colocar palavras no papel, em contar toda essa dor, a saudade, as culpas e o aprender a lidar com a ausencia.

“Notas sobre o luto” é exatamente isso, um compilado de situaçãoes e sentimento de Chimamanda após a morte de seu pai. As barreiras que a pandemia impos e que atrapalham que possamos realizar o luto, as pequenas coisas que despertam a saudade e a luta diária para realizar que temos que aprender a viver sem um ente querido. Qualquer pessoa que já perdeu alguém próximo vai se identificar com o que está nas páginas. Infelizmente, no ultimo ano muito mais pessoas precisaram passar por esse processo do que em qualquer outra etapa da história moderna e isso faz esse livro ainda mais importante. Em um momento em que o luto está tendo que ser vivido no isolamento, onde, muitas vezes, não é possivel se despedir com todos os rituais que nos acostumamos, saber que esse processo é igual para qualquer um, mesmo para uma escritora NIgeriana radicada nos EUA, nos dê algum tipo de normalidade e irmandade, mesmo que na dor. Um retrato dos nossos tempo, infelizmente.

Compre Aqui:

Similar Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *