Saiu das páginas Série Streaming

Sweet Tooth – série

Uma doença mortal atinge o planeta e ao mesmo tempo todos os bebês passam a nascer híbridos, parte humanos e parte animal. A pandemia dizima boa parte da população e o os híbridos são considerados, por muitos, a causa de toda a desgraça. Essa é a premissa da nova série da Netflix “Sweet Tooth”, baseada na HQ de mesmo nome de Jeff Lemire. Pode parecer uma escolha um tanto quanto estranha fazer uma série sobre um pandemia mortal em meio a uma pandemia mortal, mas é a escolha certa. A arte sempre nos ajudará a lidar com a realidade por mais dura que ela seja.

Antes de qualquer coisa vou avisar que HQ não é muito meu universo e eu não li, ainda, a obra em que a série foi baseada, escrevo aqui unicamente sobre a série. Nos oito episódios temos um mescla entre passado e presente, o inicio do grande colapso, quando a doença começou a se propagar e o mundo meio sem leis que se seguiu. O protagonista é Gus (vivido pelo fofo Christian Convery), um híbrido de 10 anos, que cresceu sendo protegido pelo pai no meio da floresta e que se aventura para além da cerca em busca de sua mãe. É essa jornada de um menino que desconhece o mundo, qualquer mundo, que acompanhamos e é com ele que vamos descobrindo o que resta do mundo como conhecemos.

Depois de mais de um ano de pandemia nós sabemos muito bem como as coisas acontecem e que escritores de filmes de zumbi e de apocalipse tinham todos razão. Nós como humanidade não nos unimos em face a doença e a morte, pelo contrário, o medo nos leva para caminhos bem mais sombrios. Nesse momentos pensamentos maniqueístas se instalam e parecem existir apenas dois lados, como se as nuances não fossem importantes, e para ambos os fins justificam os meios. Tudo isso está em “Sweet Tooth” embalado pela inocência de Gus e o realismo de seu companheiro de jornada Jepp (Nonso Anozie).

A série é bem montada e o narrador que permeia todos os oito episódios é essencial para criar uma unidade nas histórias paralelas que se desenrolam. Essas histórias são essenciais para o todo mas não tem o apelo da jornada de Gus. É quando seguimos ele e suas aventuras que a série mostra o seu melhor, todo o restante não é tão interessante. O último episódio deixa um grande gancho e só podemos esperar uma segunda temporada e logo.

Compre Aqui:

Similar Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *