Livros

Uma Questão de Química

Uma cientista nos anos 1960 nos EUA que acaba comandando um programa televisivo de culinária de sucesso. Com uma premissa um tanto quanto estranha o livro de Bonnie Garmus conquista o leitor logo nas primeiras linhas. É um livro sobre mudanças sociais necessárias e as batalhas diárias para que elas aconteçam.

Elizabeth Zott é uma mulher que quer apenas ser cientista, que quer apenas seguir com suas pesquisas sobre química e é constantemente atropelada pelo tempo em que vive. O mundo nas décadas de 1950 e 1960 era muito mais hostil para mulheres do que é hoje. Mulheres eram vistas como pessoas inferiores, incapazes de exercer muitas profissões, eram consideradas pessoas de segunda classe. Eu sei que o cenário de hoje tem semelhanças, mas o século passado era pior. É esse cenário que envolve Elizabeth e sua gana por conhecimento, ela enfrenta professores, cientista e chefes que não acreditam nela ou a desprezam exatamente porque ela é capaz, nada mais parecido com o presente do que o passado, infelizmente. Como boa cientista ela acredita que é capaz de mudar tudo o que a cerca pelo simples fato de ser competente, mais competente que seus pares. É essa história que seguimos e que nos faz querer ser amiga de Elizabeth.

Em um primeiro momento Elizabeth me lembrou Bones, a cientista da série de mesmo nome, as duas tem uma forma de encarar a vida como se fosse um processo científico e ficam igualmente desconcertadas quando o resultado não é lógico. Em um segundo olhar vemos que há uma diferença fundamental entre elas: Elizabeth sabe que enfrenta o machismo estrutural, sabe que os resultados não serão tão racionais assim, sabe que sua competência desconcerta, enfurece e amedronta os homens que a rodeiam.

Elizabeth enfrenta todos os problemas sociais de ser uma mulher independente. É espantoso o quão atual são os problemas que ela enfrenta e ao mesmo tempo é o que faz o livro se relacionar com tanta facilidade com as leitores. Ela vai encontrando brechas e acaba na TV em um espaço que é, desde sempre, relacionado a mulher: a cozinha. Mesmo sendo um clichê ela consegue redefini-lo e ensinar bem mais do que apenas receitas. É um livro que não consegui parar de ler, queria ver o triunfo de Elizabeth, tinha sede de vingança contra um monte de personagens, queria as receitas, enfim completamente envolvida pela história.

O livro será adaptado e contará com Brie Larson no projeto, mal posso esperar para ver Elizabeth ganhando vida e atingindo um público bem maior.

Compre Aqui:

Similar Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.