Dia Mundial do Disco Voador

Header Listas

Hoje é o Dia Mundial do Disco Voador. Em 1947, nessa data,  o piloto norte-americano Kenneth Arnold visualizou diversos objetos voadores estranhos, esse episódio é considerado o princípio da moderna ufologia. Para celebrar a data montamos uma lista com livros que falam de espaço, extraterrestres e, é claro, discos voadores.

 

A Mão Esquerda da Escuridão

mão esquerda

Um dos grandes clássicos de ficção científica escritos por Ursula K. Le Guin, uma das preferidas aqui na Redação, fala sobre a jornada de Genly Ai no planeta Inverno. Genly é enviado ao planeta para negociar sua entrada em uma grande comunidade universal e se depara com um lugar onde não existe divisão de gênero, todos são homem e mulher ao mesmo tempo. Le Guin debate em seu livro as divisões de gênero e tem a maestria da escritora americana.

Contato

contato

Escrito por Carl Sagan na década de 1980 “Contato” fala sobre o universo, vida fora da terra, fé e ciência. O filme estrelado por Jodie Foster em 1997 é bem fiel a trama do livro que segue a Dra Eleanor Arroway e sua busca por um contato com vida fora da terra.

Os três Estigmas de Palmer Eldritch

estigmasNo futuro o calor é tão insuportável na terra que começamos a enviar colonos para outros planetas, esses planetas tem uma vida tão árida que drogas alucinógenas são um grande mercado. É a disputa por esse mercado de drogas que movimenta esse livro de Philip K. Dick. Naves espaciais, planetas diferentes da terra, tudo está presente nesse livro.

Eram os Deuses Astronautas?

eramosdeusesastronautas1

O suíço Erich von Däniken cria uma teoria de que os deuses astronautas eram extraterrestres que criaram as antigas civilizações como as pirâmides egípcias e os moais da ilha da páscoa.  O livro fez muito sucesso na década de 1960, em plena corrida espacial, quando foi lançado.

Guia do Mochileiro das Galáxias

As histórias de Arthur Dent, um inglês particularmente muito azarado (ou muito sortudo), Ford Prefect, um alienígena de um planeta minúsculo nos arredores de Betelgeuse e pesquisador d’O Guia, Trillian (ou Tricia McMillan), uma mulher bem aventureira e um tanto quanto problemática Além, é claro, de Zaphod Beeblebrox, o semi-primo de Ford e Presidente Galáctico, com duas cabeças e nenhum cérebro. E, por fim, mas não menos importante, temos, Marvin, o androide paranóide mal humorado e mal compreendido com um cérebro do tamanho de um planeta que sempre lhe renderá boas risadas e reflexões. São esse personagens criados por Douglas Adamas que fazem de “Guia do Mochileiro das Galáxias” um clássico nerd, uma leitura obrigatória.

A Hospedeira

A-Hospedeira

Stephanie Mayer pode ser mais conhecida como a escritora que fez vampiros brilharem, mas é do seu primeiro romance depois de Bella e Edward que ela mostra que é uma boa contadora de histórias. A terra é invadida por alienígenas que se acoplam nos seres humanos, os dominam e transformam a terra em um lugar de paz.  Peregrina ou Wanderer, na versão em inglês, invade o corpo de Mel, mas não consegue o domínio completo e o que lemos é um corpo habitado por dois personagens. O livro é ótimo, esqueçam a adaptação para o cinema, que é péssima.

Pavor Espaciar

pavor espaciar

Mauricio de Sousa deu seus personagens para que vários quadrinistas brasileiros desenvolvessem historia para uma série de Graphic Novels estrelando a Turma da Mônica. Em “Pavor Espaciar” Gustavo Duarte faz Chico Bento, Zé Lelé, Torresmo e Griselda serem é abduzido. É uma mistura de aventura com o humor que sempre acompanha as histórias de Chico Bento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *