Resenhas Saiu das páginas Série Streaming

Nine Perfect Strangers

Liane Moriarty é uma escritora que eu adoro. O seu principal ponto forte é a construção de suas histórias, a sua capacidade de surpreender o leitor através da estrutura. Foi assim que “Big Little Lies” fez sucesso nas páginas e nas telas. “Nove Desconhecidos” é o livro que menos gosto dela e quando vi que seria adaptado fiquei aguardando, vai que arrumam o que me incomodou na adaptação. Infelizmente não foi o que aconteceu.

A adaptação está a cargo de David E. Kelley que tem toda a minha atenção desde os ótimos The Practice e Ally McBeal lá no final do século passado. O problema é mesmo o enredo: nove desconhecidos vão para um spa super exclusivo e as coisas desandam nos dez dias que eles ficam sob os cuidados de Masha (Nicole Kidman). Tenho que dizer que as coisas são menos loucas na série do que no livro e mesmo assim os problemas não foram resolvidos e novos foram criados.

Kidman como a misteriosa e meio instável Masha está ótima. A falta de expressão facial devido a intervenções estéticas finalmente contribuíram para a performance de Kidman, não ter qualquer expressão é perfeito para a imigrante Russa que comanda um spa com tratamento nada ortodoxos e que está mais preocupada em seu próprio bem do que nos de seus clientes. Mesmo Masha sendo a estrela da série quem rouba a cena, como sempre faz, é Melissa McCarthy e sua Francis, uma escritora de romances em um momento difícil na carreira e que foi vitima de um golpe na internet. Melissa é perfeita para a Francis que é a melhor personagem do livro e isso foi transportado para a adaptação também. As duas comandam o elenco que tem nomes como Bobby Cannavale, Michael Shannon e Luke Evans, mas nenhum dos homens chega perto das duas.

Voltando ao enredo, o que mais me causou estranheza foi a opção por colocar Jessica e Ben como coadjuvantes inúteis. Eles tem uma das histórias mais legais do livro e na série poderiam ter sido retirados que ninguém sentiria falta, não contribuem em nada para o andamento da história e seus personagens ficam meio sem sentido. As mudanças de Carmel e Lars também não fazem muito sentido. Tudo bem Carmel cumpre uma função para deixar o roteiro mais redondo, mas mesmo assim a maluquice que prejudica o livro não foi resolvida, só piorou.

A série é equivalente ao livro e isso não é uma coisa boa. Lianne Moriarty é uma boa escritora e essa adaptação, apesar de fazer jus ao livro, não faz ao seu trabalho. Quando terminei de ver só pensava que ela tem tantos bons livros porque escolheram logo esse.

Veja Aqui:

Similar Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.