Livros!

Yaaaay! Chegou a melhor época do ano para nós  apaixonados, viciados em filas enormes, muvuca literária e queimas de estoque! Hoje começa a Bienal Internacional do Livro no Rio Centro e, como todo ano, estarei lá quase todos os dias! Dessa vez trabalhando no estande da Ubook, no Pavilhão Verde. Quero visitas e abraços quentinhos!  […]

Algozes e vítimas

Este mês lembramos os 50 anos de dois eventos que marcaram o fim dos anos 1960, para o bem e para o mal: o Festival de Woodstock, e os assassinatos cometidos pelo culto chefiado por Charles Manson. Enquanto um desperta uma certa nostalgia e idealismo, o outro é fonte de um fascínio macabro.  A detalhada […]

Currículo Literário

Nunca fui uma pessoa organizada nas minha leituras e com isso tenho enormes lacunas no meu currículo literário. O caso mais grave é o de “Crime e Castigo” que já tentei ler diversas vezes, tenho várias edições diferentes e a leitura simplesmente não anda, por sinal são muitos os clássicos que me faltam, mas isso […]

Terror Machadiano

Machado de Assis, que faria hoje 180 anos, pode ser considerado o precursor do Realismo na literatura brasileira, mas também tinha uma queda pelo fantástico e pelo macabro. Traduziu em 1883 o poema “O Corvo”, de Edgar Allan Poe, e é frequentemente incluído em antologias do gênero. Assim como Poe, Machado enfatizava o terror psicológico. […]

The Past is Myself

Como o fascismo surge? Como ele estende seus tentáculos e intoxica todas as camadas da sociedade? Como pessoas que não fariam mal a um cachorro de repente passam a endossar um governo cruel, inescrupuloso e violento? Responder a essas perguntas não é fácil, mas os relatos de quem já viu isso acontecer podem nos ajudar […]

Vergonha ou Preconceito

Isto não é uma resenha do livro novo de Ian McEwan, Máquinas Como Eu (Companhia das Letras, trad. Jorio Dauster). É um desabafo contra mais um escritor que dá uma declaração infeliz por vergonha, esnobismo ou simplesmente desinformação. Nas entrevistas para divulgar o livro, McEwan (Reparação, Na Praia, entre outros) tem feito questão de dizer […]

Tempo de leitura

Eu devia ter uns 15 anos quando comecei a ler Doutor Jivago. Era uma edição de bolso bem bonita da Record, sendo o texto uma tradução para o português diretamente do russo. Já estava lá pela metade do livro – finalmente começando a entender aquele carnaval de personagens com quinhentos nomes possíveis para cada – […]

A carne da casa

Não havia mais nada que justificasse aquela casa, aqueles quartos e aquelas paredes ainda de pé; os encanamentos enferrujados apareciam aqui e ali como fraturas expostas em carnes ressecadas. Toda demolição era, também, um processo de soterramento. As memórias, os ossos, as pequenas lembranças que assombravam as paredes e as crianças e cavalos que haviam […]

A ira da Medusa

Quando eu era pequena fiquei obcecada pelo mito da Medusa desde que vi o filme Fúria de Titãs. Aquela mulher temida pelos mais bravos heróis, com cabelos de serpentes e um olhar tão poderoso, que poderia transformar qualquer pessoa em pedra. Considerada um monstro da mitologia grega, a famosa personagem da mitologia grega tem uma […]

Tempo Suficiente

Alguém já se sentiu como esse senhorzinho acima? A foto acima talvez não seja conhecida pros mais jovens. É do episódio “Tempo Suficiente”, do seriado “Além da Imaginação”, de 1959. Burgess Meredith é um caixa de banco apaixonado por leitura, que aproveita qualquer instante pra abrir um livro, pra irritação constante da mulher e do […]

Pessimistas Esperançosos

A Ficção Científica convive com uma eterna contradição: a esperança trazida pela tecnologia e o receio com o que os seres humanos serão capazes de fazer com ela. Mesmo os mais otimistas sempre mostraram uma pontinha de preocupação. Júlio Verne teve seu momento mais pessimista escondido durante 130 anos. Paris no Século Vinte, escrito em […]

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo