Esse é o meu povo

Mochilas pesadas, malas, câmeras, sorrisos e olhos brilhando: por todos os pavilhões da Bienal Internacional do Livro no Rio de Janeiro, foi isso que eu vi. Críticos podem dizer que jovem não lê, que youtubber é que faz sucesso, que ninguém compra livro. Críticos vão criticar, mas quem é fã, quem é leitor já está acostumado a isso. Somos guerreiros da página virada, do “só … Continuar lendo Esse é o meu povo

A nova literatura feminina

A Bienal do Livro, que aconteceu no Rio entre 31 de agosto e 10 de setembro, contou com vários autores que participaram de palestras, debates e mesas de autógrafos, aproximando-os de seus fãs, o que abre caminho para uma Bienal mais antenada com o Século XXI. Nós aqui do Cheiro de Livro tivemos a oportunidade de ouvir e conversar com três escritoras que participaram desse … Continuar lendo A nova literatura feminina

De olho nas telas (todas elas)

O cinema e a TV sempre estiveram de olho em adaptações possíveis de livros, quadrinhos e games. As vezes bem sucedidas, outras nem tanto. E na mira dos estúdios estão algumas novas aquisições literárias. A Pascal Pictures, responsável pela repaginação de “Caça-Fantasmas: Atenda ao Chamado”, a repaginação de “Homem-Aranha: De volta ao lar” e outra repaginação (sentiram um padrão?) de “Todos os Homens do Presidente” … Continuar lendo De olho nas telas (todas elas)

D. Leopoldina

Biografias de figuras históricas brasileiras estão entre as minhas leituras preferidas, é verdade que elas são concentradas completamente no período republicano de nossa história. Não tem uma explicação de porque nunca me interessei por ler sobre Brasil colônia e império. Comecei a retificar essa falha com o livro de Paulo Rezzutti “D. Leopoldina – A História não Contada”. Tenho que dizer que Dona Leopoldina nunca … Continuar lendo D. Leopoldina

Irmãos de Sangue

A editora Arqueiro segue na estratégia de lançar uma série de livros de Nora Roberts por ano e a série da vez é “A Sina do Sete”. Mais uma vez Roberts cria seu romance baseado no sobrenatural e na magia. Aqui os protagonistas são os homens Cal, Fox e Gage. Esse primeiro volume, “irmãos de Sangue” (tradução de Maria Clara di Biasi) é centrado em … Continuar lendo Irmãos de Sangue

Minha Mãe Fazia

Juntar receitas com crônicas é a visão do paraíso para mim, quando vi que Ana Holanda estava lançando “Minha Mãe Fazia” logo o coloquei na lista para ser adquirido. O livro é exatamente o que esperava, uma mistura de nostalgia com conversa de cozinha (o melhor tipo de conversa que existe). Sou dessas pessoas capaz de passar horas e horas na cozinha misturando ingredientes, fazendo … Continuar lendo Minha Mãe Fazia